quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Me arraste para os poemas dos teus cabelos






Me arraste para os poemas dos teus cabelos,
para a mina das pedras incandescentes,
para os luares repletos da mulher
enraizada em ti

(edu planchêz)

Nenhum comentário: