segunda-feira, 22 de março de 2010

ruas e mais ruas de música



O negativismo de algumas pessoas do mundo
não me farão recuar,
o grande amor triunfou,
nada conseguirá romper as veias da paixão sagrada

mundo falso, pobre de alma,
em cuspo pedaços de morango,
balas de framboesa,
orações de Artaud, Cazuza e Artaud

humanidade restrita,
você não tem poderes sobre os raios celeste que rasgam
a desconstrução das cidades

eu sou a desconstrução,
a desconstrução das cidades,
dos costumes mortos,
dos hipócritas filhos das sombras

meu reino é a atual estação,
esse rio de janeiro,
as lágrimas derramadas por meu amor

vocês ficarão pelo caminho
porque não sabem o que é o caminho

jamais saberão o que é um sonho real,
um Lô Borges, porque Lô Borges é
para os que possuem almas flamejantes,
para os que não se prendem a padrões doentios

em meu peito e no peito de minha amada
moram milhões de águias,
bilhões de borboletas imortais,
ruas e mais ruas de música

(edu planchêz)

Um comentário:

sil disse...

vocês ficarão pelo caminho
porque não sabem o que é o caminho...perfeito!!!...perfeita tb a citação ao Lô.D vc é demais!!!bjs